Bioeletricidade no corpo humano

Distribuição elétrica e células são os semicondutores

Segundo Einstein, todo corpo, em virtude da sua constituição atômica, possui um campo de energia eletro-magnética (aura do ser humano), fotogravável pela câmara de Kirlian. O sistema nervoso constitui a rede de distribuição elétrica e as células são os semicondutores, funcionando à semelhança dos diodos e transmissores. A bioeletricidade pode ser detectada através do eletrocardiograma e do eletro-encefalograma. A tensão eletrostática gerada durante as 24 horas do dia pode ser medida por meio de um sensível voltímetro eletrostático. Para medi-la, o indivíduo pisa numa placa metálica na qual se liga o eletrodo negativo no voltímetro com a mão segurando firmemente no eletro do positivo. O instrumento deverá acusar leituras que variam de 5.00 a 20.000 volts eletrostáticos.

Fonte:  http://www.britannica.com/science/bioelectricity

0 Comments

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *